Repositor hidroeletrolítico

HIDRATAÇÃO E REPOSITORES HIDROELETROLÍTICOS NO AMBIENTE ESPORTIVO

domingo, março 22nd, 2009 | Alessandro Assis | 2 Comentários

No esporte a preocupação com a boa nutrição e hidratação adequada é fundamental quando se deseja retardar a fadiga e otimizar o desempenho físico geral do atleta. A perda hídrica pela sudorese (perda de suor) induzida pelo exercício, especialmente realizada em ambientes quentes, pode diminuir o desempenho físico e levar à desidratação.

Considerando-se que há perdas significativas de líquidos e minerais durante o exercício físico, a hidratação adequada é fundamental para que o rendimento físico e a saúde não sejam prejudicados. Durante a prática esportiva, a taxa de transpiração é altamente variável, oscilando entre 1 e 2 litros de líquidos por hora de exercício. Os eletrólitos perdidos em maior quantidade na transpiração são o sódio e o cloro.

Nas modalidades esportivas intensas e prolongadas a que os atletas são submetidos, o fornecimento exclusivo de água é importante, mas pode “matar” a sede antes que a reposição ideal de líquidos corporais tenha sido atingida. No entanto, os atletas devem ser orientados no sentido de que o consumo de repositores hidroeletrolíticos (bebidas esportivas, isotônicos), muitas vezes, não é a alternativa adequada para substituir à ingestão de líquidos, sendo essencial a avaliação da intensidade e do tempo de durabilidade do exercício.

Durante os exercícios prolongados e intensos, realizado em altas temperaturas, quantidades consideráveis de líquidos e eletrólitos (sódio, cloro, potássio) são perdidos pelo suor. A adição de quantidades adequadas de carboidratos e/ou eletrólitos aos fluidos para reposição hídrica é recomendada para esportes que tenham mais de 1 hora de duração, uma vez que esta prática não prejudica o fornecimento de água para o organismo e pode melhorar o desempenho.

Para pessoas que realizam exercícios de forma recreativa ou de forma não competitiva com duração inferior à 1 hora existem poucas evidências fisiológicas ou físicas entre aqueles que ingerem repositores hidroeletrolíticos e a ingestão de água.

A hidratação é um fator importante do ambiente esportivo e deve ser enfatizado antes, durante e depois do exercício. Algumas das recomendações sobre a quantidade e a composição dos líquidos que devem ser ingeridos antes, durante e após um exercício estão reproduzidas a seguir:

Antes

1. Recomenda-se que os indivíduos ingiram em torno de 500 a 600ml de líquidos nas duas horas que antecedem o exercício, para promover uma hidratação adequada e haver tempo suficiente para excreção da água ingerida em excesso.

Durante

1. Durante o exercício, os atletas devem começar a beber precocemente e em intervalos regulares, com o objetivo de consumir líquidos em uma taxa suficiente para repor toda a água perdida através do suor, ou consumir a maior quantidade tolerada. Recomenda-se iniciar a ingestão já nos primeiros 15 minutos e continuar bebendo a cada 15 a 20 minutos. O volume a ser ingerido varia conforme as taxas de sudorese, na faixa de 500 a 2.000ml/hora.

2. Se a atividade durar mais de uma hora e for de alta intensidade (>70%VO2máx) deve-se repor carboidrato e sódio através da ingestão de bebidas esportivas. Recomenda-se que os líquidos sejam ingeridos em uma temperatura menor do que a ambiente (entre 15 oC e 22oC) e com sabor atraente.

3. Durante exercícios com duração inferior à uma hora, há poucas evidências de que haja diferenças fisiológicas em termos de desempenho caso sejam consumidos líquidos com carboidratos e eletrólitos (bebidas esportivas) ou água pura.

Depois

1. A reidratação após o exercício não deve se restringir ao volume de água perdido, mas também a reposição de eletrólitos, principalmente o sódio que é eliminado em grandes quantidades através do suor.

2. Imediatamente após o exercício, os atletas devem ingerir quantidade suficiente de bebida hidroeletrolítica. A determinação exata de quanto os atletas devem beber para se reidratarem ainda não está satisfatoriamente demonstrada e necessita de mais pesquisas. Existem dados que preconizam a ingestão de 150% ou mais do peso perdido para garantir uma hidratação até 6 horas após o exercício.

Tags: ,

Busca

Usuário